Eu li isso...

"Como definir o acaso que é um ingrediente inevitável de tudo o que nos surge como desordem? O matemático Chaïtin definiu-o como uma incompressibilidade algoritma, ou seja, como irredutibilidade e indedutibilidade, a partir de um algoritmo, de uma seqüência de números ou de acontecimentos. Contudo, o mesmo Chaïtin dizia que não há jeito de provar uma tal incompressibilidade; dito de outro modo, não podemos provar se aquilo que nos parece acaso não é devido à ignorância".

Edgar Morin. "Ciência com Cosnsciência". Bertrand Brasil, p. 178.

É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário